Blog

Blog

20 Jun

ÓLEO ATÓXICO: O QUE É E QUAL A IMPORTÂNCIA PARA AS INDÚSTRIAS ALIMENTÍCIAS

Conheça as características mais importantes do óleo atóxico e como esse tipo de lubrificante contribui com a linha de produção industrial

Em todo o segmento industrial, especialmente no setor alimentício, o uso de óleo atóxico é fundamental para o funcionamento das máquinas. Estamos falando de equipamentos como frigoríficos, processadores de alimentos, entre outros diversos tipos de máquinas usadas na linha de produção das indústrias.

Sem dúvida, existem diferentes tipos de processos de desenvolvimento nas fábricas e cada uma delas tem suas necessidades, não é?

Por isso, o mercado oferece opções de lubrificantes com objetivos específicos para cada modelo de equipamento.O óleo atóxico pode influenciar mais do que os fatores mecânicos nas fábricas.

Sua principal utilidade é minimizar qualquer tipo de contaminação acidental que aconteça durante o processo de produção de alimentos. Por isso, ele também é conhecido como lubrificante de grau alimentício e existem 3 tipos diferentes de classificação para cada um deles.

Nesse artigo, você vai conhecer tudo sobre óleo atóxico e como é usado na indústria.

O que é óleo atóxico?

Em resumo, podemos definir o óleo lubrificante atóxico são lubrificantes que são formulados com bases e aditivos rigorosamente selecionadas para que uma contaminação de até 10 ppm destes produtos não façam mal à saúde humana, caso forem ingeridos.

Com base na regulamentação de referência mundial em óleos atóxicos, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), hoje regulamentada pela NSF, existem 3 classificações para os óleos lubrificantes de grau alimentício: H1, H2 e H3.

A primeira, H1, é referente aos óleos que podem ter contato acidental com os alimentos, por exemplo. Ou seja, mesmo que aconteça, não será prejudicial para o consumidor final. Nesse caso, os lubrificantes H1 agem como uma película protetora nos equipamentos. 

Diferente do H2, que contém substâncias que não podem entrar em contato com os alimentos e, por isso, funcionam melhor para lubrificar sistemas fechados, sem risco de contaminação ao alimento que está sendo processado.

Por outro lado, o H3 representa o óleo que pode ter o contato direto com o alimento, também conhecido como solúvel, e sua principal função é desmoldar elementos e proteger os equipamentos contra a ferrugem.

Importância do lubrificante atóxico na indústria

Certamente, o óleo atóxico auxilia a manutenção dos equipamentos usados nas indústrias, com foco na lubrificação das máquinas. Porém, como vimos acima neste artigo, cada tipo de fábrica ou indústria alimentícia têm um lubrificante mais indicado.

Portanto, devemos considerar a classificação deles para definir o mais indicado de acordo com a empresa.

Lubrificante ideal para indústrias

Com a lubrificação adequada das máquinas, as indústrias de alimentos conseguem manter suas máquinas funcionando por mais tempo. Além de melhorar o desempenho produtivo evitando rupturas no processo!

Comentários